2 na bossa, 2 no céu

Outro dia mesmo eu reouvi essa pérola, recém-adquirida numa coleção lançada pela Folha, a mesma a que me fez chegar, via tuiter, a notícia da subida de Jair Rodrigues.

Imediatamente lembrei-me dum show dele, vibrante, na edição de 2006 do Prêmio Universidade FM. Na ocasião ele pediu para Elis Regina descer. Eu tive certeza que ela obedeceu. Agora os dois se reencontraram na bossa do céu.

São Luís no mapa de Super Nada

Sempre defendi que um cinema como o Praia Grande deveria estar incluído na rota de lançamentos do cinema nacional. Isso por dois motivos: fazer com que estes filmes cheguem à ilha, já que as salas superclimatizadas e megaconfortáveis dos shopping centers não irão fazê-lo, e também para angariar algum público para a sala do centro histórico, o público que quer ver as novas produções nacionais e fugir um pouco do esquema Hollywood + pipoquinha.

Não, não estou dizendo que o Praia Grande não possa exibir cinema estrangeiro (o que até faz, com qualidade, e não sou contra). Tampouco estou dizendo que os cinemas de shopping não podem exibir filmes nacionais (o que até fazem, embora em geral com o humor sem graça da Globo Filmes).

Mas a grande notícia cinematográfica do dia é a seguinte: São Luís está entre as capitais em que Super Nada estreia hoje (15). O novo filme de Rubens Rewald, com Marat Descartes, Jair Rodrigues e Clarissa Kiste.

O filme será exibido às 17h30min no Cine Praia Grande. E às 17h e 21h no Cine Lume.