Waly, Leminski e a poesia do futuro

(OU: ME SEGURA QUE EU VOU DAR UM TROÇO)

Eu já tinha me emocionado com este texto do Leão Serva na Ilustríssima.

Ainda bem que ambos (mais Ana Cristina César) tiveram volumes com toda sua poesia recém-lançados pela Companhia das Letras.

Nomes fundamentais. O futuro é aqui, agora, com eles.

Dizer o quê mais?

Obrigado, Fabiano Calixto!