Cinemulher

De hoje (3) até a próxima quarta-feira (9), o Cine Praia Grande promove a segunda edição da mostra Cinema por Elas. Em alusão ao Dia Internacional da Mulher (8), uma semana inteira com filmes realizados por mulheres. Sessões sempre às 18h e ingressos a preços promocionais: R$ 5,00 para todos/as.

Fora da mostra, segue também a programação ordinária, com O abraço da serpente (sessões às 16h) e Chico – Artista brasileiro (sessões às 20h, exceto segunda e terça).

Confira a programação da mostra Cinema por Elas.

Hoje (3)

O piano. [Nova Zelândia, Austrália, França, 122 min, 16 anos. Drama. De Jane Campion. Elenco: Holly Hunter, Sam Neil, Harvey Keitel, Anna Paquin]. Em meados do século XIX, Ada é uma mulher muda que tem uma filha – Flora. Para um casamento arranjado ela deixa sua terra natal, a Escócia, acompanhada de sua filha e seu amado piano. A vida nas florestas densas de uma ilha ao sul da Nova Zelândia e o relacionamento com seu marido Stewart não são o que ela esperava. Quando ele vende o piano para seu vizinho, George, Ada sofre muito. George diz que pode lhe devolver o piano se ela o ensinar a tocar. A princípio Ada ignora George, mas lentamente o relacionamento deles se transforma, levando-os a uma situação perigosa.

Amanhã (4)

Maria Antonieta. [França, Eua, Japão, 123 min, 12 anos. Drama. De Sofia Coppola. Elenco: Kirsten Dunst, Jason Schwartzman, Rip Torn]. A princesa austríaca Maria Antonieta (Kirsten Dunst) é enviada ainda adolescente à França para se casar com o príncipe Luís XVI (Jason Schwartzman), como parte de um acordo entre os países. Na corte de Versalles ela é envolvida em rígidas regras de etiqueta, ferrenhas disputas familiares e fofocas insuportáveis, mundo em que nunca se sentiu confortável. Praticamente exilada, decide criar um universo à parte dentro daquela corte, no qual pode se divertir e aproveitar sua juventude. Só que, fora das paredes do palácio, a revolução não pode mais esperar para explodir.

Sábado (5)

Coco antes de Chanel. [França, 110 min, 14 anos. Drama biográfico. De Anne Fontaine. Elenco: Audrey Tautou, Marie Gillain, Alessandro Nivola]. Quando criança, Gabrielle (Audrey Tautou) é deixada, junto com a irmã Adrienne (Marie Gillain), em um orfanato. Ao crescer ela divide seu tempo como cantora de cabaré e costureira, fazendo bainha nos fundos da alfaiataria de uma pequena cidade. Até que ela recebe o apoio de Étienne Balsan (Benoît Poelvoorde), que passa a ser seu protetor. Recusando-se a ser a esposa de alguém, até mesmo de seu amado Arthur Capel (Alessandro Nivola), ela revoluciona a moda ao passar a se vestir costumeiramente com as roupas de homem, abolindo os espartilhos e adereços exagerados típicos da época.

Domingo (6)

Cléo das 5 às 7. [França, 90 min, 12 anos. Drama. De Agnès Varda. Elenco: Corinne Marchand, Antoine Bourseiller]. Cléo (Corinne Marchand) é uma cantora francesa que vive um momento de angústia, enquanto espera o resultado de um exame. O teste pode apontar se ela tem ou não um câncer de estômago. Sem saber o que fazer, Cléo perambula pela cidade de Paris. Ela passa uma hora e meia fazendo coisas banais, à procura de distração, até que conhece um soldado que está prestes a ir para a guerra na Argélia.

Go Fish. Capa. Reprodução
Go Fish. Capa. Reprodução

Segunda (7)

Go Fish: o par perfeito. [Estados Unidos, 90 min, 14 anos. Romance. De Rose Troche. Elenco: Guinevere Turner, V. S. Brodie]. Max (Guinevere Turner) é uma linda jovem lésbica que está tendo dificuldades para encontrar um amor. Um amigo a apresenta a Ely (V. S. Brodie). Max gosta de Ely, mas ela é deselegante, caseira e mais velha, não tendo muito em comum.

Frida. Capa. Reprodução
Frida. Capa. Reprodução

Terça (8)

Frida. [Estados Unidos, Canadá, México, 120 min, 14 anos. Drama Biográfico. De Julie Taymor. Elenco: Salma Haiek, Alfred Molina, Geoffrey Rush]. Frida Kahlo (Salma Hayek) foi um dos principais nomes da história artística do México. Conceituada e aclamada como pintora, ele teve um agitado casamento aberto com Diego Rivera (Alfred Molina), seu companheiro também nas artes, e ainda um controverso caso com o político Leon Trostky (Geoffrey Rush), além de várias outras mulheres.

Quarta (9)

Baise-moi. [França, 80 min, 18 anos. Drama Erótico. De Virginie Despentes. Elenco: Raffaela Anderson, Karen Bach]. Manu e Nadine são duas jovens mulheres, que após passarem por situações traumáticas, são marginalizadas pela sociedade ao embarcarem em uma jornada destrutiva de sexo e violência. Quebrando normas e matando homens, elas provocam controversas cenas pela estrada da França.

Autor: zema ribeiro

homem de vícios antigos, ainda compra livros, discos e jornais

2 comentários em “Cinemulher”

  1. Caríssimo amigo/jornalista/crítico ZEMA RIBEIRO.No início desta semana recebi um programa do Cine Praia Grande e nele constava na pauta da terça-feira (8), o filme “Um Quarto em Roma. No teu programa, tem o filme Boise-moi. Já vai longe o meu “capenga’ estudo de francês feito no Colégio São Luiz. Mas algo me diz que, eu deveria estudar mais para saber se o Quarto em Roma é Boise-moi. Brincadeira à parte, muito obrigado pelas informações e, continua assim, que eu não cobrarei um tostão sequer. Um abraço!   Wilson Martins (98) 81313223 TIM

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s