“O que tá escrito na fita não é o que tá gravado”

“O que tá escrito na fita não é o que tá gravado”. Talvez só quem já gravou cassetes, de vinis ou de FMs, entenda. Só quem já desenhou uma letra miudinha para caber toda informação no “encarte”, os nomes das músicas e o de quem canta e/ou compõe. Só quem rebobinou uma fita usando uma caneta bic. Adoro essa banda, Fábrica de Animais, provavelmente o melhor nome de banda depois de Isca de Polícia.

*

Gosto tanto da parente Fernanda D’Umbra (Ribeiro é seu sobrenome de batismo) e do amigo-irmão Marcelo Montenegro, que resolvi trazer para cá esta música, Jogo de dardos, parceria dele com a Fábrica de Animais, da qual ela é vocalista, com o comentário que fiz hoje no facebook.

A ótima notícia do dia (em primeira mão aqui neste blogue) é que a banda lança seu segundo disco ainda este semestre. Intitulado simplesmente Fábrica de Animais, a exemplo do primeiro, o lançamento sai pelo lendário selo Baratos Afins, do Luiz Calanca, tem capa de Angeli e texto de apresentação de Fausto Fawcett.

É mole ou quer mais? Que a espera nos seja breve!

Autor: zema ribeiro

homem de vícios antigos, ainda compra livros, discos e jornais

2 comentários em ““O que tá escrito na fita não é o que tá gravado””

  1. O que está escrito é que tanto a D’Umbra quanto a música é MASSA!Só mesmo você para nos presentear com essa pérola.  Obrigado, amigo! Wilson Martins (98) 81313223 TIM

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s