CONFORME PROMETI NO RÉVEILLON

Djalma Lúcio lança primeiro trabalho solo após fim da Catarina Mina e hiato musical

ZEMA RIBEIRO
EDITOR DE CULTURA


Djalma Lúcio lança hoje Conforme prometi no réveillon em show no Alcione Nazaré. Divulgação

Ao lado de Bruno Azevedo (contrabaixo) e Eduardo Patrício (bateria), o cantor e compositor Djalma Lúcio (voz e violão) esteve à frente de um dos mais importantes capítulos da cena pop ludovicense na última década: a saudosa Catarina Mina, que gravou apenas As aspas serão explicadas adiante, um EP com três faixas autorais e uma cover de Heaven knows I’m miserable now, dos Smiths.

Traduzindo e Haicai, da lavra de Djalma Lúcio, foram os grandes êxitos daquele registro, tiveram algum sucesso radiofônico – a primeira foi gravada por Chiquinho França –, músicas que sobreviveram ao fim da banda. As aspas – ou o hiato – foram longas: embora não tenha chegado a abandonar a música, Djalma Lúcio trocou o Maranhão pelo Rio de Janeiro, onde cursou Rádio e TV e, no ambiente da Escola de Comunicação da UFRJ, deixou virem à tona outros talentos seus, como o de ilustrador. A necessidade de compor, porém, nunca o abandonou. Depois de tudo, tornou à terra natal, como um bom filho.

Já por aqui, gravou Conforme prometi no réveillon, EP que lança hoje (8), às 20h30min, no Teatro Alcione Nazaré (Centro de Criatividade Odylo Costa, filho, Praia Grande), com ingressos a R$ 15,00 (metade para estudantes com carteira), à venda na Mad Rock (Rua do Passeio, Galeria La Ravardiere, sala 11, 2º. andar) e na Livraria Poeme-se (Praia Grande), estabelecimentos que apoiam o trampo do músico (o selo da Poeme-se já constava do disco da Catarina Mina).

As quatro faixas do EP, Infiel, Não quero dançar, Bar Central e a faixa-título, todas de sua autoria, a primeira em parceria com Fábio Abreu e Breno Galdino, já estão disponíveis para audição na página de Djalma Lúcio no Myspace, site de compartilhamento de músicas na internet. É pop, mas com bom gosto. É música popular, mas rótulos como MPM ou MPB não lhe caem bem. É guitarra, baixo e bateria, mas não é só rock’n roll.

O repertório do show será composto pelas faixas do EP e outras parcerias, algumas inéditas, outras dos tempos da Catarina Mina. O único cover é Samba do camaleão, de Eduardo Patrício – gravada por ele em É exatamente isso mas é outra coisa. Entre outras, Djalma Lúcio interpretará Embaraço, parceria com Fernando Soares, Permissão, com Bruno Azevedo, e Inimigo, com Reuben da Cunha Rocha. O set list terá 15 músicas. O lançamento terá abertura do Dj Franklin Santos, com um repertório de música popular brasileira e incursões por reggae, hip-hop, drum and bass e house music.

Todas as músicas de Conforme prometi no réveillon têm grandes possibilidades de estourar no rádio. O EP, que no dia do show custará apenas R$ 5,00 aos interessados, também tem grandes chances de tornar-se um êxito de vendas – oxalá! – apesar dos vícios do mercado, sobretudo o ludovicense. Conforme prometi no réveillon, o show, certamente reunirá velhos fãs da Catarina Mina a novos fãs de Djalma Lúcio – isto quando as pessoas não confundirem a si mesmas, assobiando versos como “eu gosto mesmo é de carinho” ou mandando dizer que “eu não quero dançar” àquela moça que “se faz de tonta/ rebolando além da conta”.

Serviço

O quê: show Conforme prometi no réveillon, lançamento do epônimo.
Quem: o cantor e compositor Djalma Lúcio.
Quando: hoje (8), às 20h30min.
Onde: Teatro Alcione Nazaré (Centro de Criatividade Odylo Costa, filho, Praia Grande).
Quanto: R$ 15,00 (ingressos à venda na Mad Rock, Rua do Passeio, e Poeme-se, Praia Grande). Metade para estudantes com carteira. O EP será vendido por R$ 5,00 na ocasião.
Ouça: http://www.myspace.com/djalmalucio
Maiores informações: (98) 8851-8371.

[O Debate, hoje]

Autor: Zema Ribeiro

Homem de vícios antigos, ainda compra livros, discos e jornais. Pai do José Antonio. Apresenta o Balaio Cultural (sábados, das 13h às 15h, na Rádio Timbira AM) e o Radioletra (sábados, às 20h45, na Rádio Universidade FM). Coautor de "Chorografia do Maranhão (Pitomba!, 2018). Antifascista.

7 comentários em “CONFORME PROMETI NO RÉVEILLON”

  1. Tive o imenso prazer de abrir um show da Catarina Mina e conhecer o fenômenal trabalho deles e de Djalma Lucio. Ainda hoje várias canções da Catarina ainda estão no meu play list.
    Só pra esclarecer, na época, eu era baixista de uma banda de rock aqui em Imperatriz chamada NOISEVERM.
    Longa vida ao Catarina e boa sorte nesta novo vôo solo de Djalma Lucio.

  2. mas exceções existem em todos os estilos de música. há rock bom e rock ruim para mim, o que não significa que seja ruim para todos. a mesma coisa sobre o pop. o fato de vc dizer que djalma é pop não precisa dizer “mas é bom”. é pop e pronto. é pop (ponto). é bom (ponto). entendeu?

    vc sabe que não tolero preconceitos.

  3. o que quis dizer foi: na cena ludovicense, o pop bom é exceção e não regra. djalma lúcio está entre as boas coisas da cena pop na ilha. sei, sim. abração!

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s