CHEGA DE SARAU A LUZ NENHUMA

Cheguei no horário para verouvir Celso Borges em seu A posição da poesia é oposição: não me perdoaria um verso perdido. Após perder três apresentações suas (uma na finada Maloca-Lagoa, outras no Cine Praia Grande), por motivo de viagens, era chegada a hora de verouvir seu espetáculo. Finalmente!

CB dava uma última passada no som, repetia o nome do espetáculo, anunciava que em mais dez minutos, cumprimentava-me ao microfone, tendo percebido minha chegada.

É corajoso CB batizar seu espetáculo de poemúsica com os versos de seu poema Manifesto: A posição da poesia é oposição, na Ilha do Maranhão, pode ser mal-interpretado. Maranhão com m de mentira, como diz o sermão de Padre Vieira, um dos textos lidos-ditos-cantados-gritados por CB.

O poeta de Música bem podia ser o amigo de Roberto Carlos: “cabeça de homem, mas o coração de menino”, Celso Borges, cinquentão-garotão, a poesia em forma de homem, o grande nome do Maranhão em plena produção poética, usina humana – Belle epoque é de chorar de lindo, aguardem, em janeiro, no mais tardar, seu novo título.

Acompanhado de Cristian Portela (guitarra) e Luiz Cláudio (percussão), CB é bumba-meu-boi, é rock, é blues, é punk, é poesia. É luz! Celso Borges, meu amigo pessoal, e isso é um parêntese, é o tipo do cara que um telefonema dele te faz ganhar o dia. Boas vibrações, sacam? Fecha parêntese.

Só mesmo um ser de luz para não ter mandado em alto e bom som uma boa dúzia de merecidos “puta-que-o-pariu” às três quedas de energia durante seu espetáculo. Além do atraso natural – no caso, até pequeno para os padrões maranhenses, não mais que quinze minutos – possíveis problemas técnicos, isto é, a equipe técnica previa o futuro, ampliaram esse tempo.

Pouco. Logo CB começaria o espetáculo, em ritmo de bumba-meu-boi, mesclando-se a Zeca Baleiro, seu parceiro, e Gilberto Gil e Torquato Neto. Homenageou ainda Augusto dos Anjos, Mallarmé, e desomenageou, como ele mesmo disse, Ferreira Gullar, sendo interrompido ainda outra vez pela equipe técnica, sem saber explicar ao público o que estava acontecendo. CB pendura o microfone no pedestal em gesto que dispensa tradução.

No meio de um poema, o primeiro apagão. CB (e o público) tenta(m) levar na esportiva. Uns se levantam e se mandam, embora o blecaute não fosse restrito ao palco: toda a III Feira do Livro de São Luís ficou no escuro (não pela primeira, nem pela última vez). A luz volta, o espetáculo recomeça, o poema interrompido, do início, dentro de mais alguns instantes… novo apagão. Um terceiro ainda aconteceria.

Um bom público se fez presente. Uns passantes olhavam, meio assustados. Uns ficavam, outros seguiam. Aproximar a poesia da música, tirá-la da página do papel e colocá-la direto no ouvido do público, certamente aumentou o fã-clube de CB. Aumentar o fã-clube da poesia e da literatura em geral deve ser papel primordial de um evento desse porte e natureza.

Espero, sinceramente, que o papel esteja sendo cumprido, apesar de tudo. Celso Borges, sem dúvida, deu sua significativa contribuição para isso. Apesar dos insistentes e constantes apagões. Espero ver em breve o espetáculo sem as indesejadas interrupções. Certamente conseguirei, num palco fora da III Feira do Livro de São Luís.

*

Texto apressado sobre o espetáculo a que assisti há pouco. O título brinca com verso de Manifesto II, poema de Celso Borges em Música.

Autor: Zema Ribeiro

Homem de vícios antigos, ainda compra livros, discos e jornais. Pai do José Antonio. Apresenta o Balaio Cultural (sábados, das 13h às 15h, na Rádio Timbira AM) e o Radioletra (sábados, às 20h45, na Rádio Universidade FM). Coautor de "Chorografia do Maranhão (Pitomba!, 2018). Antifascista.

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s