os olhos de takai reinventando nossos ouvidos


[onde brilhem os olhos seus. capa. reprodução]

O de sempre: todo mundo falando bem e eu me demorando a tirar a prova, ouvir com os próprios ouvidos. Até a Associação Paulista de Críticos de Arte deu: melhor disco de 2007. Nem assim me convenci.

Depois, uma insuspeita amiga assinava no orkut: “Ádila – quero os cds de Vanessa da Mata e Fernanda Takai”. Eu já tinha ouvido “Sim”, o tal bom disco mais recente de Vanessa da Mata, aquele em que ela divide vocais com Ben Harper em “Boa sorte/Good luck”. Faltava eu ouvir “Onde brilhem os olhos seus”, o tal APCA de melhor disco do ano passado.

Corri. Ouvi. E digo: Takai conseguiu se equilibrar na sambalançante corda bamba entre a velha bossa nova e nova fossa velha. O disco não é chato em momento nenhum, e a vocalista do Pato Fu correu esse risco: o trabalho-solo poderia soar antiquado demais ou modernoso demais. Nem uma coisa nem outra: sua voz suave por natureza – canta como quem nina – ajuda a re-interpretar o repertório de Nara Leão, com quem a mineira pode ser confundida, como aconteceu quando ela surgiu à frente do grupo onde continua, cuja crítica quis, à época, reduzi-los aos “novos Mutantes” ou algo que o valha.

Ouvindo “Onde brilhem os olhos seus” não posso deixar de lembrar quando ouvi Pato Fu pela primeira vez, com doze, treze anos. A graça que eu achava nas letras, nas entrevistas e a beleza que eu via (e ainda vejo) em Fernanda Takai. Impossível não lembrar também a minha “revolta” quando o grupo passou a cantar “coisas sérias”. “Preferia o Pato Fu do início de carreira”, desabafava aos amigos, mesmo admitindo achar lindas coisas como “Canção pra você viver mais”, entre outras.

Sério é este disco solo de Takai. Sério e bonito. Merecida homenagem a uma artista inteligente por outra, Nara e Takai. Mãe e filha ou irmãs atemporais? Talvez ídolo e fã, só sei de mim, fã dessa moça Fernanda…

Autor: zema ribeiro

homem de vícios antigos, ainda compra livros, discos e jornais

2 comentários em “os olhos de takai reinventando nossos ouvidos”

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s