É por isso que Lester Bangs era necessário

[Diário Cultural de hoje]

“O escrever rock (que não é simplesmente escrever sobre rock)”, do prefácio de “Reações Psicóticas”. Era isso que Lester Bangs fazia. E é isso que faz a coleção “iê iê iê”, da Conrad Editora: “apresenta aos leitores brasileiros a obra de grandes críticos musicais do mundo todo. Rock and roll como literatura e literatura como rock and roll”, conforme a orelha da obra – comprovada/aprovada pela coluna. (O título acima foi tirado do texto “Vamos Agora Louvar os Famosos Duendes da Morte”, onde se lê: “É por isso que Lou Reed era necessário”, p. 79).

Reações psicóticas. Capa. Reprodução

“Mas, ao mesmo tempo, todas as pessoas que conheço estão completamente alienadas, de saco cheio, enojadas com tudo, e sei que boa parte daqueles que trabalham na mídia e nos impingem essas coisas está tão alienada quanto o público. O público compra só porque não lhe é oferecida outra coisa. E, pessoalmente, eu me pergunto quando as pessoas vão começar a dizer: ‘Não! Eu me recuso, não quero mais isso!’” (Lester Bangs, entrevista ao News Blimp, 1980, citado no prefácio de “Reações Psicóticas”).

É claro que o contexto era outro e que o jornalista ianque se referia a outra(s) coisa(s), mas daqui, digo a(s) mesma(s) coisa(s) sobre a audição incansável e ad infinitum que se faz do pseudoforró cearense (leia-se geração “pós-mastruz-com-leite”), do calipso paraense e do pseudofunk, o pancadão carioca. E pergunto-me ainda: o que diria Lester se vivo fosse e ouvisse isso? (É verdade: não sei qual era a relação dele com música brasileira; nem sei se existia, para ser sincero).

Não, a coluna não está se repetindo. Não estamos aqui para falar (mais uma vez) do pré-carnaval madredivino, conforme fizemos na última terça-feira (“O Pancadão Madredivino”, Diário Cultural de 10/1/2006), embora saibamos que o espetáculo funkeiro se repetiu. E não é que o assunto não mereça atenção: um espernear até se faz necessário, mas a pauta é outra.

Reações Psicóticas

Saiu pela Conrad Editora, Reações Psicóticas (R$ 19,90, em média), coletânea de textos do polêmico, drogado, alcoólatra e ex-testemunha de Jeová (de onde ele dizia vir a vocação para querer que as pessoas gostassem da mesma coisa que ele) – entre outras “qualidades” – Lester Bangs (1948 – 1982), um dos mais importantes críticos de música do planeta em todos os tempos – não é exagero: alguns chegam a afirmar que ele foi o maior escritor dos Estados Unidos da segunda metade do século vinte, embora tenha escrito “apenas” análises de discos.

No volume, textos publicados entre 1972 e 1980, em diversos veículos: Creem, Los Angeles Times, Village Voice, por onde passeiam várias personagens: The Guess Who, John Lennon, Elvis Presley, Iggy Pop, Jethro Tull e Van Morrison, entre outros. Lester escreveu também para a Rolling Stone e para o New Musical Express (NME). “Reações Psicóticas” é coletânea da coletânea: trata-se de uma seleção de artigos tirada de “Psychotic Reactions and Carburetor Dung”, organizada por Greil Marcus em 1987. Mas isso não tira o brilho da obra, que integra a coleção “iê iê iê”, da Conrad.

Gonzo, Serviço

Lester Bangs era um autêntico representante do “jornalismo gonzo”, gênero “inventado” por Hunter S. Thompson. No Brasil, o único “remanescente da gonzolândia” é o repórter “excepcional” da revista Trip, Arthur Veríssimo. Ótimas referências para os novos que querem/queiram se aventurar nessas trilhas/faixas tortuosas. Mas Bangs – que faleceu vítima de overdose de medicamentos, quando tentava se livrar do alcoolismo – não cansou de avisar: “não imitem a mim”.

Para ler mais sobre Reações Psicóticas: no blogue de Reuben.
Para comprar Reações Psicóticas: (11) 3346-6088, (11) 3346-6078 e/ou no site da Conrad Editora.

Autor: zema ribeiro

homem de vícios antigos, ainda compra livros, discos e jornais

diga lá! não precisa concordar com o blogue. comentários grosseiros e/ou anônimos serão apagados

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s